Sign In

Identifier

Event

Language

Presentation type

Topic it belongs to

Subtopic it belongs to

Title of the presentation (use both uppercase and lowercase letters)

Presentation abstract

O presente artigo discute, a partir de etnografias, a questão do tempo e de sua gestão na subjetivação. A pesquisa empírica foi realizada em três Comunidades Terapêuticas (CTs) brasileiras: uma no estado de Pernambuco e duas no estado de São Paulo. Atualmente, as Comunidades Terapêuticas desempenham papel fundamental na gestão de usuários de crack e outras drogas no âmbito das políticas públicas vigentes. O objetivo central deste texto é compreender as relações entre tempo e subjetivação a partir das Comunidades Terapêuticas. Os objetivos específicos são: 1) analisar, através de perspectiva comparada, como o tempo vivido institucionalmente é ligado ao tempo do mundo exterior, atentando-me às circulações e porosidades institucionais; 2) refletir sobre as relações do pesquisador com os residentes, que, em alguns casos, já se conheciam antes da internação, criando um clima de cumplicidade nas narrativas das ilegalidades. O artigo é amparado por trabalho etnográfico, que compreende: a) Imersão de quinze dias em Comunidades Terapêuticas em tempo integral; b) Comparação do modo como o pesquisador era percebido nas diferentes CTs como pesquisador individual e como pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Este texto é resultado parcial de investigação mais ampla sobre os cotidianos de grupos fortemente marginalizados no Brasil.

Long abstract of your presentation

Keywords (use both uppercase and lowercase letters)

Main author information

Matheus Caracho Nunes (Brazil) 11162
Scientific production

Co-authors information

Status:

Approved